E n v o l t u r a S

09 março 2007

OUVE O SILÊNCIO

Ouve o silêncio
cálido e doce silêncio
a escorrer em noites quentes
por ramos lânguidos e frescos...

e no céu distante
em grisalhas lembranças
espanto devaneios transparentes
sob cinzas antigas mas presentes,

...sinto o vazio
e ainda respiro teu cheiro...
ouve o silêncio...

enquanto buscas teu deleite
embalado pela maciez do vento
de um prazer cravado de sonhos,

inda te ouço e te sinto em mim...
então, ouve o silêncio...

o soluçar de minha alma
maleavelmente estendida,
a flutuar eternamente
neste ruidoso silêncio.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home