E n v o l t u r a S

31 julho 2011

POESIA BRANCA

Quando deito na página
um poema inteiro
e sigo decorando
os cantos
desejo
na formatação das palavras
que os versos ouvidos
se tornem sorrisos
a manterem-se nas faces
e que ao levantarem-se
deixem nos lençóis
apenas suspiros
de versos desarrumados

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home