E n v o l t u r a S

08 março 2014

ENCANTO

Venero as poesias
que fogem dos livros
e vão aos jornais
gritar seu fado

assemelham-se a pólvora
punhadinho de pó
de selvagem hálito

quando as aspiro
resplandeço
e aguardo estourarem
em meu peito

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home